Notícias

  • Publicidade Institucional
  • Estudante Internacional

Fisioterapia

 

 

Acreditação pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior
N.º do Processo: ACEF/1415/08552
Decisão: Acreditado
Nº de anos de acreditação: 6
Data da Publicação: 06-10-2016
 

 

APRESENTAÇÃO

 

A organização do curso de fisioterapia e o conjunto das unidades curriculares, a sua sequência, bem como, a metodologia prevista para a sua leccionação visam de modo claro a formação de um licenciado que deverá revelar um perfil mínimo de competências necessárias ao exercício qualificado da fisioterapia, incluindo as específicas da profissão, as genéricas e habilitadoras, as relacionadas com as bases cientificas da fisioterapia e as referentes aos contextos da prestação de serviços.

A descrição dos objectivos visados pelo 1º ciclo de estudos em fisioterapia está centrada no conjunto de conhecimentos e competências gerais e específicas a adquirir durante aquele ciclo pelos licenciados em fisioterapia.

Enquadram-se nas competências gerais, os objectivos relacionados com: bases científicas da fisioterapia; responsabilidade e autonomia profissional; relações profissionais; competências pessoais e profissionais; contexto profissional e do empregador; identificação e avaliação das necessidades de cuidados sociais e de saúde e competências reflexivas e de gestão de informação.

Competências específicas da profissão:

  • Capacidade de aplicar técnicas de avaliação de Fisioterapia apropriadas;

  • Utilização eficiente e segura de exercícios terapêuticos, englobando tomada de decisões, definição de objectivos e desenho de programas de exercícios;

  • Utilização eficiente e segura de terapia manual, na aplicação de mobilização, manipulação, massagem e técnicas de terapia respiratória;

  • Utilização eficiente e segura de meios electrofísicos, na selecção e aplicação de diversas modalidades baseadas na utilização terapêutica de energia eléctrica, térmica, luminosa, sónica e magnética;

  • Utilização eficiente e segura do meio aquático, na selecção e aplicação de diversas modalidades baseadas na utilização terapêutica dos princípios hidrodinâmicos e terapêuticos;

  • Compreensão básica do processo científico e suas repercussões na prática da Fisioterapia;

  • Compreensão do papel do fisioterapeuta na prevenção da doença e lesão e na promoção da saúde;

  • Competências genéricas e habilitadoras;

  • Competências de comunicação suficientes para comunicar eficientemente e em segurança, com outros profissionais, com utentes, acompanhantes e colegas;

  • Capacidades de avaliação suficientes para avaliar um utente de um modo seguro e eficiente, tendo em consideração as necessidades físicas, psicológicas e culturais específicas de cada utente;

  • Capacidade para recolher informação suficiente, com base no processo de avaliação, de forma a elaborar um plano de intervenção específico e efectivo, com o utente, utilizando competências de resolução de problemas e de raciocínio clínico;

  • Processo de avaliação e investigação suficientemente desenvolvido para localizar e utilizar evidência disponível, de modo a seleccionar e avaliar intervenções terapêuticas de um modo eficiente e seguro;

  • Reflexão e capacidade de participação no processo de aprendizagem, de modo a identificar objectivos pessoais e profissionais a serem atingidos através do desenvolvimento profissional contínuo e aprendizagem ao longo da vida;

  • Capacidade suficiente para utilizar competências estatísticas e de tecnologias de informação que permitam apresentar, tratar e analisar dados apropriadamente;

  • Utilização de tecnologias da informação e sistemas de gestão de dados de modo a manter registos dos utentes;

  • Conhecimento dos procedimentos de trabalho quer individual, quer de equipa, de modo a possibilitar o exercício profissional em diferentes contextos.

SAÍDAS PROFISSIONAIS

A Fisioterapia é hoje exercida em múltiplos contextos de saúde. As necessidades do mercado exigem fisioterapeutas capacitados para trabalhar individualmente ou inseridos em equipas em ambientes tão diferenciados como:

  • Hospitais, Clínicas e centros de reabilitação, Centros de saúde, Centros e clubes desportivos, Lares de idosos, Piscinas terapêuticas, Escolas e Instituições de Ensino Especial, Fábricas, Companhias de Seguros e Estabelecimentos Termais, entre outros.

INFORMAÇÃO IMPORTANTE

COORDENAÇÃO DE CURSO

 

CARGO

GRAU

NOME

CATEGORIA

CONTACTO

Presidente Comissão Científica

Doutor

Maria António Ferreira de Castro

Prof. Adjunto

 

Diretor Departamento

Doutor

Anabela Correia Martins

Prof. Coordenador

fis.dd@estescoimbra.pt

 

® ESTESC | Todos os direitos Reservados.   POSI POSI EU W3C css W3C xhtml