Notícias

  • Publicidade Institucional
  • Estudante Internacional

Saúde Ambiental

APRESENTAÇÃO

A criação da licenciatura em Saúde Ambiental surgiu da necessidade da existência de profissionais mais qualificados nesta área face aos desenvolvimentos que se registam, nomeadamente no que diz respeito às actividades de identificação, caracterização e redução de factores de risco para a saúde originados no ambiente, à participação em acções de saúde ambiental e de educação para a saúde em grupos específicos da comunidade e ao desenvolvimento de acções de controlo e vigilância sanitária de sistemas, estruturas e actividades com interacção com o ambiente.

Confere Cédula Profissional emitida pelo Ministério da Saúde, segundo o Decreto-lei 320/99 de 11/8 Artigo 5º, bem como a possibilidade de obtenção do certificado de Técnico Superior de Segurança e Higiene no Trabalho (homologado pela Autoridade para as Condições de Trabalho)

O LICENCIADO EM SAÚDE AMBIENTAL

O licenciado em Saúde Ambiental, com conteúdo funcional publicado em Decreto-Lei n.º 117/95 de 30 de Maio, realiza acções de monitorização e vigilância sanitária dos factores do ambiente biofísico (água, ar, solo, biota, alimentos, habitat e outros resultantes da actividade do Homem).
Neste sentido, realiza observações sistemáticas relativas a parâmetros de saúde e do ambiente, assim como o seu registo e ainda a análise e interpretação dos dados dos programas de monitorização ou de outras fontes disponíveis.

Desempenha a sua actividade com o objectivo primordial do estudo dos problemas resultantes dos efeitos que o ambiente exerce sobre o estado fisiológico e mental do homem e das comunidades humanas e ainda, a identificação, análise e atenuação ou correcção dos factores de risco para a saúde.

Os licenciados em Saúde Ambiental são profissionais de saúde qualificados, encontrando-se integrados em equipas multidisciplinares e no âmbito específico dos factores do ambiente biofísico, exercem as funções que se seguem.

SAÍDAS PROFISSIONAIS

De acordo com o último relatório disponível no portal do Gabinete de Planeamento, Estratégia e Relações Internacionais (GPEARI) do Ministério da Educação e Ciência (www.gpeari.mctes.pt), a Licenciatura de Saúde Ambiental é um dos cursos com menor número de desempregados (In Diário Económico, "Saiba quais os cursos com maior empregabilidade" de 19 de Setembro de 2011)

O licenciado em Saúde Ambiental tem vindo a exercer funções em:

  • Serviços públicos da administração central, regional e local;

  • Centros de Saúde;

  • Autarquias;

  • Serviços de Saúde Ocupacional (Segurança e Higiene no Trabalho);

  • Higiene e Segurança Alimentar;

  • Organizações ligadas ao ambiente (ONGA´s);

  • Empresas de consultoria;

  • Construção Civil e Obras Públicas;

  • Seguradoras;

  • Centros de Investigação e Desenvolvimento;

  • Laboratórios de Saúde Ocupacional e Ambiental;

  • Gestão de Sistemas (ISO 9001; ISO 14001; ISO 22000; OHSAS 18001, entre outras)

  • Criação de empresas.

Nota: A ESTeSC, através do Departamento de Saúde Ambiental é Membro Académico Associado da International Federation of Environmental Health

INFORMAÇÃO IMPORTANTE

COORDENAÇÃO DE CURSO

CARGO

GRAU

NOME

CATEGORIA

CONTACTO

Presidente Comissão Científica

Doutor

Ana Maria da Conceição Ferreira

Prof. Coordenador

saudeambiental@estescoimbra.pt

Diretor(a) Departamento

Doutor

Susana Mónica Marinho Paixão

Prof. Adjunto

 

® ESTESC | Todos os direitos Reservados.   POSI POSI EU W3C css W3C xhtml