• Notícias

Notícias

  • Publicidade Institucional
  • Estudante Internacional

Futuro da saúde em debate no congresso anual ESTeSC-IPC

 

Como funcionarão os serviços de saúde no futuro? Que impacto terão as tecnologias emergentes na prestação de cuidados de saúde e na interação entre doentes, profissionais e organizações? Como é que os profissionais se podem preparar para esta nova realidade? Estas são algumas das questões que estarão em debate no Annual Meeting, que a Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Politécnico de Coimbra (ESTeSC-IPC) promove entre 19 e 21 de março. “Saúde 4.0: desenhar a saúde de amanhã” é o tema do congresso, para o qual as inscrições já estão a decorrer.

“A década que agora começa vai ser marcada por mudanças no nosso quotidiano, promovidas pelos avanços que resultarão da conjugação de duas áreas: biotecnologia e inteligência artificial. Esta edição do Annual Meeting propõe-se a falar dos avanços destas áreas e do seu impacto na sociedade de uma forma descomplexada”, explica Filipe Amaral, docente que, a par com Margarida Serrano, coordena a organização do evento.

Direcionado para estudantes, investigadores, profissionais de saúde e de áreas complementares, a 6ª edição do Annual Meeting ESTeSC procurará preparar os participantes para as rápidas mudanças que se esperam no setor da saúde. Em debate estarão temas relacionados com a inteligência artificial, tratamento e proteção de dados, ómicas, medicina molecular, sustentabilidade (entre outras), em painéis conduzidos por especialistas da área. O programa de trabalhos está disponível em http://annualmeeting.estescoimbra.pt/.

Ao programa geral, a 6ª edição do Annual Meeting junta, pela primeira vez, um conjunto de workshops que abordarão as mesmas temáticas, mas de forma prática e personalizada. “Vamos ter personalidades de reconhecido mérito na investigação dentro das suas áreas, algumas das quais ligadas a empresas que nos vêm apresentar a evolução/mudança das tecnologias da saúde para os novos paradigmas das apps e da inteligência artificial”, explica Margarida Serrano.

Como habitual, o congresso da ESTeSC dará ainda espaço para apresentação de trabalhos de investigação (poster e comunicação oral). Este ano foram submetidos 171 resumos, da autoria de investigadores nacionais e internacionais (Brasil, Itália e Croácia são alguns dos países representados), que – à semelhança do ano passado – serão publicados no European Journal of Public Health.

A renovação da parceria com o European Journal of Public Health ajuda a “consolidar a expansão científica internacional” do Annual Meeting, assume o presidente da ESTeSC, João José Joaquim. “Promovendo o debate, com peritos de organizações nacionais e internacionais, sobre temas da atualidade que lançam uma perspetiva sobre a evolução da saúde e do ensino, a ESTeSC posiciona-se de forma decisiva como uma instituição dinâmica, ousada e que desafia a comunidade interna e externa”, afirma.

Selo InCode.2030
Outra das novidades desta edição do Annual Meeting é a distinção do congresso com o selo INCoDe.2030. Atribuído pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia, este galardão atesta o papel do Annual Meeting ESTeSC na promoção de competências digitais, reconhecendo o congresso como um contributo para colocar Portugal entre os principais países europeus nesta área.

As inscrições para o Annual Meeting decorrem até 28 de fevereiro, exclusivamente online. Mais informação no site do evento.

 

® ESTESC | Todos os direitos Reservados.   POSI POSI EU W3C css W3C xhtml