• Notícias

Notícias

  • Publicidade Institucional
  • Estudante Internacional

#rostosestesc: Cátia Costa (Audiologia)

 

  “O curso de Audiologia é muito completo a nível teórico e prático”

 

 

O que te levou a escolher a ESTeSC e o curso de Audiologia?

Tomei conhecimento do curso por referência de uma colega que já estudava Audiologia, e sabia que seria um curso do qual eu iria genuinamente gostar. A escolha do curso no qual queremos ingressar deve ser uma decisão ponderada. A área da saúde sempre me fascinou pelo facto de nos conferir o poder de melhorar a qualidade de vida de alguém e também por ser, sem dúvida, uma área desafiante. No ensino secundário, no final do 12º ano, os professores iam-nos questionando acerca das nossas perspetivas futuras e, nessa altura, já manifestava a minha vontade de seguir Audiologia.

A Escola e o curso corresponderam às expectativas?

Na verdade, superaram o que era expectável. A comunidade docente sempre nos deu ferramentas necessárias para que pudéssemos desenvolver os nossos projetos, incentivando-nos para que integrássemos eventos importantes para a nossa formação enquanto pessoas e profissionais.

O curso é muito completo a nível teórico e prático. Com uma forte componente prática, confere um contacto com todas as faixas etárias em que podemos atuar a nível de rastreio, diagnóstico e reabilitação auditiva e vestibular/equilíbrio, sendo áreas em constante desenvolvimento por envolverem uma forte componente tecnológica.

Apesar de a área de Audiologia ser ainda pouco reconhecida pela sociedade, as perspetivas profissionais e de empregabilidade são bastante favoráveis em Portugal, sendo que a Audiologia é considerada uma das melhores cinco profissões nos Estados Unidos.

 

 

 "Colocamos em prática tudo o que aprendemos nos nossos laboratórios, que possuem praticamente todos os equipamentos de rastreio, diagnóstico, reabilitação e investigação"

 

 

Consideras que a Escola está bem preparada em termos de equipamentos, docentes e estruturas de apoio ao estudante?

Considero. Temos uma formação de excelência, onde colocamos em prática tudo o que aprendemos nos nossos laboratórios, que possuem praticamente todos os equipamentos de rastreio, diagnóstico, reabilitação e investigação. Prova disso são as aulas práticas que temos nos nossos laboratórios (como por exemplo o diagnóstico audiológico à população infantil) ou as aulas práticas em meio hospitalar (como o rastreio neonatal realizado na maternidade) ou no seio da comunidade (como o rastreio audiológico pré-escolar e escolar).

Face ao apoio aos estudantes, posso referir que sempre tivemos uma Associação de Estudantes voltada para as necessidades dos alunos e o Gabinete de Inserção Profissional e Empreendedorismo, onde podemos informar-nos acerca de assuntos relacionados com o mercado de trabalho. Quanto à comunidade docente, sinto muita admiração pois os nossos professores procuram instruir-se de forma constante para que o processo de ensino seja cada vez mais eficiente, garantindo que a ESTeSC reúne os melhores requisitos para formar os melhores profissionais.

Por último, mas não menos importante, é necessário referir que o 4ª ano do curso é de estágio curricular, onde percorremos vários locais de estágio diferentes, com possibilidade de realizarmos também estágios internacionais (no âmbito do programa Erasmus+), quer em meio hospitalar ou em clínicas, o que nos permite uma vasta aquisição de conhecimentos e uma boa bagagem de experiências.

Quais os momentos/experiências do percurso académico que destacarias?

Ao longo deste percurso crescemos visivelmente em várias vertentes, desenvolvendo essencialmente o nosso lado humano, tornando-nos pessoas mais empáticas que é uma característica crucial no ramo da saúde.

A nível pessoal, posso referir a minha participação na organização do Annual Meeting, que foi bastante enriquecedora, e também a participação na SCAS - Semana das Ciências Aplicadas à Saúde [evento anual, organizado pela AE-ESTeSC], promovendo a proximidade de futuros profissionais de saúde com a sociedade.

Estes quatro anos foram repletos de desafios que não enfrentei sozinha, pois foram criados muitos laços de amizade em contexto académico e fora dele e são, sobretudo, esses momentos que ficam perpetuados.

 

 

"Atualmente exerço Audiologia, conciliando o diagnóstico com a reabilitação auditiva, sentindo-me realizada profissionalmente!"

 

 

 Qual a melhor memória que guardas da ESTeSC?

Esta é, sem dúvida, uma questão difícil de responder, pois muitas são as recordações… Mas aquela que ressalta à memória é o dia de apresentação da investigação de final de curso. Um dia de grande ânsia, porém, o dia em que percebemos que de facto o nosso empenho e perseverança são reconhecidos e estamos finalmente aptos para “voar” sozinhos.

Terminado o curso, como correu a entrada no mercado de trabalho?

Quando concluída a licenciatura continuei a enviar currículos para diversas entidades, sendo que ao fim de um mês integrei um projeto pioneiro denominado “Amplifon Academy”, direcionado para a aprendizagem, no qual a vertente laboral se combina com formações teórico-práticas no sentido de promover a aquisição de conhecimentos na área de reabilitação auditiva de forma sólida. Atualmente exerço Audiologia na multinacional italiana “Amplifon”, conciliando o diagnóstico com a reabilitação auditiva, sentindo-me realizada profissionalmente!

 

® ESTESC | Todos os direitos Reservados.   POSI POSI EU W3C css W3C xhtml